Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica e Cirurgia Bariátrica

Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica e Cirurgia Bariátrica

“Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica e Cirurgia Bariátrica: Caso Clínico”

Discutido e Editado pela Dra. Maria Del Rosario Zariategui de Alonso

Devido ao grande crescimento da obesidade nas últimas décadas, houve também um aumento nas cirurgias bariátricas (CB) realizadas para tratamento da obesidade com o objetivo de diminuir a morbi-mortalidade de longo prazo.

Atualmente a CB é indicada para tratamento de obesos mórbidos (IMC maior ou igual a 40 kg/m2)  ou quando o IMC está entre 35 e 39,9 kg/m2 associado a comorbidades,   que não respondem as terapêuticas tradicionais. A CB é considerada o tratamento mais eficaz para a obesidade severa, gerando perdas médias de aproximadamente 35% do peso corporal inicial. Porém após 18 a 24 meses da CB muitos desses pacientes voltam a engordar parcial ou totalmente.

Por que isso acontece com esses pacientes? Por que voltam a engordar?

Será que o transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP)  reconhecido como transtorno alimentar pela Associação de Psiquiatria Americana (APA) segundo critérios diagnósticos no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais- DSM-5 (com previsão de lançamento para 2013),  pode estar envolvido?

Será que pacientes com TCAP emagrecem menos que os pacientes sem TCAP?

Através de estudos realizados recentemente conseguimos esclarecer melhor essa relação e  responder as perguntas:

1-Pacientes com obesidade mórbida , antes da CB, podem apresentar TCAP (entre 25% até 56,7% segundo diferentes estudos e considerando diversos critérios diagnósticos).

2- Estudos de  seguimento de 1 ano pós-CB observaram que os pacientes com TCAP diagnosticada antes da CB perdem peso  igual que outros sem TCAP, não interferindo nos resultados.

3- Porém estudos de seguimento mais longos encontraram que 25 a 30% dos pacientes submetidos a cirurgia bariátrica   recuperam o peso após 18 a 24 meses. Isso acontece porque aparecem distúrbios do comportamento alimentar frente à sensação subjetiva de falta de controle sobre a alimentação.

Pacientes submetidos a CB podem evoluir para vários distúrbios do comportamento alimentar tais como: Grazing,( comer pequenas quantidades de comida com grande frequência em longos períodos), síndrome alimentar noturna (SAN), TCAP, bulimia nervosa (BN),  beber quantidades importantes de líquidos, anorexia nervosa ( AN) ou até quadros parciais de AN, BN ou TCAP. Sendo assim é fundamental observar o aparecimento de transtornos alimentares (TA)  após a CB para realizar o tratamento adequado e dessa forma garantir a manutenção do peso ou a perda de peso continuada .

Na palestra “TCAP e Cirurgia Bariátrica” do Curso Nacional de Nutrologia (CNN) do mês de abril também foi apresentado o relato de caso de uma paciente portadora de TCAP com seguimento  de 27 meses após a cirurgia bariátrica e com 37% de perda do peso inicial (48 kg). Foi realizada uma adequada avaliação nutrológica pré-cirúrgica para avaliar a presença do TCAP (inclusive através de testes psicomêtricos para avaliar a severidade do distúrbio)  realizando o tratamento multidisciplinar antes do bypass gástrico em Y de Roux ou de Fobi –Capella. E durante o seguimento foi fundamental  o acompanhamento nutrológico com a suplementação de vários nutrientes (vitamina D, vitamina A, Vitamina B12, proteínas, zinco, entre outros), assim como quanto a orientação médica para atividade física, expectativas de peso e correção do distúrbio da imagem corporal.  Também foi valorizada a atitude comportamental da paciente de abolir aqueles alimentos que provocavam

 “o fenômeno de gatilho” (ou de estímulo para começar com os episódios compulsivos alimentares ou binge eating). Será essa a forma de trabalhar com os endofenótipos?

Dra. Maria Del Rosario Zariategui de Alonso
Professora Curso de Pós-Graduação em Nutrologia da Associação Brasileira de Nutrologia -ABRAN/

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo -FCMSCSP.
Diretora Associação Brasileira de Nutrologia-ABRAN-SP
Representante Oficial ABRAN-SC

 Bibliografia: Alonso, MDRZ. Manual de Distúrbios do Comportamento Alimentar. 2013 (in press)