Mediadores da mudança de peso em pacientes carentes com obesidade

Intervenções intensivas de estilo de vida estimulam a perda de peso em pacientes carentes com obesidade, mas os mediadores da mudança de peso são desconhecidos. Sendo assim, um estudo objetivou identificar os mediadores da mudança de peso durante uma intervenção intensiva de estilo de vida em comparação com os cuidados habituais em pacientes carentes com obesidade.

O estudo completo está disponível em abran.org,br

Associação entre dieta mediterrânea e barreira intestinal

A dieta mediterrânea está associada à prevenção de diabetes, doenças cardiovasculares e câncer, todos relacionados ao comprometimento da barreira intestinal. Nesse contexto, um estudo avaliou se a dieta mediterrânea, possivelmente através da indução de ácidos graxos de cadeia curta, melhora a integridade da barreira intestinal.
Leia o estudo completo em abran.org.br

O impacto do café na incidência de doenças cardiovasculares

Estudos relatam os efeitos benéficos do consumo habitual de café na incidência de arritmias, doenças cardiovasculares e mortalidade. Nesse contexto, uma pesquisa avaliou as associações entre os subtipos de café nos resultados eventos cardiovasculares e concluiu que Café moído, instantâneo e também o descafeinado, particularmente em 2-3 xícaras/dia, foram associados a reduções significativas na incidência de DCV e mortalidade.

Correlações e resultados de estudos clínicos sobre vitamina D e microbiota intestinal

A vitamina D desempenha um papel significativo na modulação do sistema imunológico no intestino. Um estudo teve como objetivo investigar as principais correlações e resultados de estudos clínicos sobre vitamina D e microbiota intestinal.

A conclusão foi a de que o papel da vitamina D na manutenção da homeostase imune parece ocorrer em parte pela interação com a microbiota intestinal; porém, mais estudos são desejáveis ​​para abordar essa hipótese.

Insuficiência Intestinal e Síndrome do Intestino Curto na Doença de Crohn

A doença de Crohn (DC) é uma doença inflamatória crônica e progressiva, caracterizada pelo envolvimento transmural do trato digestivo. Esta é a razão para o aparecimento frequente de estenoses, abscessos e fístulas intestinais. Apesar dos avanços no tratamento medicamentoso, mais da metade dos pacientes com DC serão submetidos a ressecções intestinais nos próximos 10 anos após o diagnóstico da doença.

Efeitos dos alimentos funcionais em pacientes diabéticos

O controle do Diabetes Mellitus tipo II está diretamente relacionado ao perfil alimentar. Assim, um estudo revisou sistematicamente a literatura sobre os efeitos dos alimentos funcionais em pacientes diabéticos e concluiu que diversos alimentos apresentam efeitos benéficos no controle glicêmico e insulínico. Ainda, como benefício, apresentaram efeitos colaterais no controle da dislipidemia, pressão arterial e IMC.